AULÃO DE CONTABILIDADE PÚBLICA - PROVA CRC 2018 - EXAME DE SUFICIÊNCIA

Olá, tente responder as questões propostas e depois confira o gabarito no vídeo abaixo ou aqui no site!

Bons estudos!


QUESTÕES

1 - “O objetivo da elaboração e divulgação da informação contábil é fornecer informação para fins de prestação de contas e responsabilização (accountability) e tomada de decisão. As características qualitativas são atributos que tornam a informação útil para os usuários e dão suporte ao cumprimento dos objetivos da informação contábil. Cada uma das características qualitativas é integrada e funciona em conjunto com as outras. Entretanto, na prática, talvez não seja possível alcançar todas as características qualitativas e, nesse caso, um equilíbrio ou compensação entre algumas delas poderá ser necessário”.

(Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, 7ª edição)

a) Materialidade; custo-benefício. 
b) Comparabilidade; verificabilidade. 
c) Relevância; representação fidedigna.
d) Compreensibilidade; tempestividade.

2 - A Contabilidade Aplicada ao Setor Público compreende diferentes aspectos, os quais são importantes para a correta interpretação das informações contábeis.

• Aspecto ____ – Nesse aspecto, devem ser atendidos os princípios e as normas contábeis voltadas para o reconhecimento, mensuração e evidenciação dos ativos e passivos e de suas variações patrimoniais.
• Aspecto ____ – Compreende o registro e a evidenciação do orçamento público, tanto quanto à sua aprovação quanto à sua execução.
• Aspecto ____ – Compreende a apuração e a evidenciação, por meio da contabilidade, dos indicadores estabelecidos pela LRF, dentre os quais se destacam os da despesa com pessoal, das operações de crédito e da dívida consolidada, além da apuração da disponibilidade de caixa, do resultado primário e do resultado nominal, a fim de verificar-se o equilíbrio das contas públicas.

Considerando os referidos aspectos, assinale a alternativa que completa correta e sequencialmente as afirmativas anteriores.

a) Orçamentário / Patrimonial / Fiscal
b) Patrimonial / Orçamentário / Fiscal
c) Fiscal / Orçamentário / Patrimonial 
d) Patrimonial / Fiscal / Orçamentário

3 - A Lei Federal nº 4.320/64 estabelece, entre as demais normas contábeis aplicadas ao setor público, a obrigatoriedade de elaboração de demonstrações contábeis, de forma a evidenciar a correta contabilização e evolução dos recursos e patrimônio públicos. Assinale a alternativa que indica uma demonstração contábil a ser elaborada pelo setor público até o fim do exercício de 2012 e prevista na referida Lei.

a) Demonstração dos Fluxos de Caixa.
b) Demonstração do Valor Adicionado.
c) Demonstração do Resultado do Exercício.
d) Demonstração das Variações Patrimoniais.
e) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido.

4 - A respeito das regras gerais estabelecidas pela Lei n. 4.320/64 para a estruturação e realização da contabilidade dos entes públicos, é correto afirmar, exceto:

a) é obrigatório o registro dos bens móveis e imóveis, mesmo que de forma sintética.
b) os entes públicos que exercem atividade industrial, independentemente da sua forma de organização, deverão manter registros contábeis que permita a apuração dos custos.
c) a contabilização da receita e da despesa deverá seguir as especificações da lei orçamentária.
d) é permitido o uso do método das partidas simples para a contabilidade patrimonial desde que esta seja realizada de forma sintética.
e) no registro dos restos a pagar, é obrigatória a identificação do credor.

5 - Sobre a contabilidade aplicada ao setor público, considere:

I. A contabilidade aplicada ao setor público é o ramo da ciência contábil que aplica, no processo gerador de informações, os princípios fundamentais de contabilidade e as normas contábeis direcionados ao controle patrimonial de entidades do setor público. 
II. As demonstrações contábeis das autarquias devem seguir aos padrões estabelecidos pela Lei no 6.404/76, desde que não dependam de recursos do tesouro para seu funcionamento.
III. A contabilidade evidenciará perante a Fazenda Pública a situação de todos quantos, de qualquer modo, arrecadem receitas, efetuem despesas, administrem ou guardem bens a ela pertencentes ou confiados.
IV. O exercício financeiro coincide com o ano civil e, considerando o regime de competência, pertencem ao exercício financeiro as receitas nele arrecadadas e as despesas nele empenhadas.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) I e II.
b) II e III.
c) I e III.
d) III e IV.
e) I, III e IV.

6 - Assinale a opção correta a respeito dos princípios orçamentários.

a) O PPA segue o princípio da periodicidade e seu orçamento é definido bienalmente.
b) Dado o princípio da exclusividade, cada ente da Federação deverá ter o seu próprio orçamento.
c) O princípio da unidade visa evitar múltiplos orçamentos dentro da mesma pessoa política.
d) De acordo com o princípio do orçamento bruto, as receitas devem constar no orçamento pelos seus totais, deduzindo-se destes somente os impostos.
e) Dado o princípio da totalidade, o orçamento de cada estado deverá conter todas as receitas e despesas de seus órgãos mantidos pelo poder público.

7 - Uma variação patrimonial:

a) qualitativa altera o valor total do ativo e do patrimônio líquido concomitantemente pelo mesmo valor.
b) quantitativa diminutiva reduz o ativo e têm como contrapartida a redução do passivo pelo mesmo valor.
c) quantitativa aumentativa aumenta o ativo e têm como contrapartida a redução do passivo pelo mesmo valor.
d) qualitativa pode aumentar um ativo e ter como contrapartida a redução de outro ativo pelo mesmo valor.
e) quantitativa pode aumentar um ativo e um passivo concomitantemente pelo mesmo valor.

8 - Em relação aos conceitos de contabilidade pública, assinale a opção correta.

a) Valor residual consiste na redução do valor aplicado na aquisição de direitos com existência ou exercício de duração limitada.
b) Amortização corresponde ao período de tempo definido ou estimado tecnicamente, durante o qual se espera obter fluxos de benefícios futuros de uma provisão.
c) Valor líquido contábil é o valor do bem registrado na contabilidade, deduzido da correspondente depreciação, amortização ou exaustão acumulada.
d) Amortização é a redução do valor dos bens tangíveis devido a seu desgaste, decorrente de uso ou ação da natureza, ou à perda de utilidade por obsolescência.
e) Depreciação corresponde ao montante líquido que a entidade espera obter, com razoável segurança, por meio de um ativo no fim de sua vida útil econômica.

9 - Uma entidade pública foi acionada judicialmente em decorrência de constrangimento que um usuário alega ter sofrido por parte de um servidor da entidade. Em decorrência dos autos processuais e do julgamento de casos semelhantes, o setor jurídico considera provável que a entidade seja condenada na ação, mas ainda não tem elementos suficientes para fazer estimativas confiáveis do valor a ser desembolsado.

De acordo com as disposições do International Public Sector Accounting Standards (IPSAS) 19 – Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes e do MCASP, o tratamento a ser dado a esse fato é:

a) reconhecer como provisão, por ser provável a saída de recursos;
b) reconhecer como passivo contingente, por ser obrigação presente;
c) registrar um passivo contingente em contas de controle;
d) reconhecer como obrigações contingentes, em decorrência da incerteza;
e) não registrar o fato, por não haver informações precisas sobre o desdobramento do processo.

10 - De acordo com as Estrutura do Balanço Orçamentário definida a na Parte V do Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, os valores relativos à despesa serão evidenciados nas colunas

a) Dotação Inicial, Despesa Empenhada, Despesa Liquidada, Despesa em Liquidação, Despesa Paga e Saldo de Restos a Pagar.
b) Dotação Inicial, Despesa Empenhada, Despesa Liquidada, Despesa em Liquidação, Despesa Paga e Saldo de Dotação.
c) Dotação Atualizada, Despesa Empenhada, Despesa Liquidada, Despesa em Liquidação, Despesa Paga e Saldo de Dotação.
d) Dotação Atualizada, Despesa Empenhada, Despesa Liquidada, Despesa Paga e Despesa Cancelada.
e) Dotação Inicial, Dotação Atualizada, Despesa Empenhada, Despesa Liquidada, Despesa Paga e Saldo de Dotação.

11 - A demonstração contábil prevista na Lei no 4.320/1964, onde os Restos a Pagar do exercício serão computados na receita extraorçamentária para compensar sua inclusão na despesa orçamentária, é

a) o Balanço Patrimonial.
b) o Balanço Orçamentário.
c) a Demonstração das Variações Patrimoniais.
d) a Demonstração das Contas de Compensação.
e) o Balanço Financeiro.

12 - Na formação do patrimônio público, integram o patrimônio líquido/Saldo Patrimonial as seguintes rubricas, exceto:

a) Ações em tesouraria.
b) Ajustes de avaliação patrimonial.
c) Resultado diferido.
d) Reservas de capital.
e) Resultados acumulados.

13 - Uma transação que provoca uma variação patrimonial qualitativa decorrente da execução do orçamento é

a) o pagamento a fornecedores de material de consumo após a liquidação da despesa.
b) o empenho da despesa com pessoal e encargos classificada como despesa corrente.
c) o recebimento de valores provenientes da venda de serviços concomitante com a prestação do serviço.
d) a depreciação do ativo imobilizado.
e) a devolução de um depósito caução.

14 - A Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) tem o objetivo de contribuir para a transparência da gestão pública, pois permite um melhor gerenciamento e controle financeiro dos órgãos e entidades do setor público (MCASP/STN). De acordo com as orientações do MCASP, na elaboração da DFC, um item que compõe os fluxos de caixa das atividades de financiamento é:

a) amortização de empréstimos concedidos;
b) concessão de empréstimos;
c) juros e correção monetária da dívida interna;
d) operações de crédito;
e) transferências intergovernamentais.

15 - São Princípios Orçamentários integrantes do MCASP – Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, EXCETO: 

a) Publicidade; 
b) Universalidade; 
c) Integridade; 
d) Legalidade.



>>> CONFIRA A SEGUIR OS SLIDES COM OS GABARITOS <<< 


































Nenhum comentário:

Postar um comentário